O Projeto Jardim Alfazema partiu de um grupo de pais e mães portugueses, com formação em áreas diversas (ciências, humanidades, pedagogia, artes, engenharia, saúde, terapias, desenvolvimento comunitário) e que sentiram a necessidade de encontrar uma alternativa de educação saudável para as suas crianças, verdadeiramente focada nas suas necessidades de desenvolvimento, que alimente o ser por inteiro – física, mental, emocional e espiritualmente – uma educação com cabeça, coração, mãos e alma, para que possa responder adequadamente aos desafios do nosso tempo.

O projeto começou a desenvolver-se no final de 2013 e três anos depois, em Dezembro de 2016, iniciou a sua atividade regular com as crianças e famílias no espaço recuperado da antiga Escola Primária de Santa Margarida da Serra, no Concelho de Grândola. Conheça a nossa equipa.

Ensino Waldorf - Carla GuiomarCarla Guiomar

Moçambique, 1973 – Sem um perfil profissional pré-definido, reconhece-se como uma alma renascentista, empreendedora social e criativa, interessando-se por uma grande multiplicidade de áreas de estudo, com uma atitude de eterna aprendiz. Licenciada em Biologia, aprofundou estudos na área de Ecologia Humana, sempre se interessando pela relação do ser humano com a natureza, e ao mesmo tempo com uma grande paixão pelo mundo da criança, da aprendizagem e do desenvolvimento pessoal. Com o nascimento dos seus filhos em 2000 e 2002, e sendo ativista do movimento de humanização do parto em Portugal, foi numa formação como doula em Londres em 2004, com Michel Odent e Lilianna Lammers, que descobriu também a Pedagogia Waldorf.

Em 2005 organizou workshops sobre pedagogia Waldorf  no litoral alentejano com o intuito de promover a criação de um projeto para a infância, o que só viria a acontecer anos mais tarde. Trabalhando muitos anos como responsável pelo Sistema de Gestão de Qualidade num grande grupo empresarial, fez paralelamente várias formações na área da Educação & Parentalidade, Coaching, Mindfulness, Comunicação Não Violenta, Yoga para crianças e completou o curso de Pedagogia Waldorf (4 anos) para professores, da Associação PerCurso Waldorf em Lisboa, no ano de 2017.

Aos 40 anos mudou de vida e passou a trabalhar a tempo inteiro como formadora e consultora em gestão de projetos de base comunitária, integrando atualmente a equipa da Rota Vicentina. Vive em Santiago do Cacém e é um elemento ativo na Rede Educação Viva, colaborando para conectar pessoas e projetos de educação no Alentejo litoral. Foi co-fundadora do Jardim Alfazema e desde então tem colaborado na coordenação pedagógica e comunicação do projeto.

*************************************************************************************************************************************************************

catarinaCatarina Jorge

Cascais, 1994, Passou parte da sua infância na Malveira da Serra e, aos 7 anos, mudou-se com a sua família para o Alentejo na procura de um estilo de vida mais sustentável.

O fato de ter crescido em Ourique, como a mais velha de 5 irmãos, em permanente contacto com o espaço exterior e com a natureza, levou-a ao encontro da sua verdadeira vocação.

Formou-se em Educação Básica pela Escola Superior de Beja e descobriu na Pedagogia Waldorf uma missão. Atualmente está a frequentar o Curso de Pedagogia Waldorf (4 anos) para professores, da Associação PerCurso Waldorf em Lisboa.

Em 2018 entra no Jardim Alfazema onde exerce funções de Educadora de Infância, e muda-se para Grândola. Muitos são os sonhos ainda, mas sente-se feliz com tudo aquilo que até aqui conquistou!

*************************************************************************************************************************************************************

Christina BravoChristina Bravo

Londres, 1975 – Formada em Comunicação Cultural, cedo demonstrou muito interesse pela forma como a Arte poderia servir a Educação nas suas mais diversas formas. Nesse sentido, iniciou uma série de formações nas áreas da Arte & Educação, Arte em Meios Comunitários e Teoria de Arte.

Esta formação permitiu-lhe durante muitos anos trabalhar nos Serviços Educativos de diversos Museus nas cidades de Londres e Lisboa, desde o ano 2000. Em 2010, descobre a Pedagogia Waldorf e inicia a sua descoberta nessa área. Durante o ano de 2019, terminou a sua formação de quatro anos na Pedagogia Waldorf em Professores de Classe.

No Jardim Alfazema, além de ser mãe, apoia a equipa pedagógica no funcionamento diário. Paralelamente, trabalha, desde 2012, como Coordenadora Socioeducativa & Cultural na Fundação da Herdade da Comporta.

*************************************************************************************************************************************************************

MariliaMarília do Carmo

Silha do Pascoal, 1984. Cresceu numa pequena aldeia no litoral alentejano. Desde cedo mostrou o seu interesse em trabalhar com crianças. Formou-se em Professores do 1°Ciclo do Ensino Básico, em Beja, no ano de 2009. Fez formação em “Comportamentos Disfuncionais na Criança – Formas de Atuação” e fez ainda formação em Agro-Turismo, mostrando outros interesses no seu percurso.

Foi na Creche e Jardim de Infância de Grândola que iniciou o seu trabalho com crianças. Colaborou durante 4 anos com o Centro de Estudos ” A Casa do Mocho Abel”, em Grândola trabalhando com crianças em modo ATL.

O ano de 2018, foi o realizar de um grande objetivo: abriu portas, juntamente com duas amigas o “Jardim das Letras”. Um espaço que recebe crianças dos 4 aos 12 anos, funcionando como Centro de Estudos e ATL, tornando – se assim, Sócia/Gerente do mesmo. Atualmente, colabora com o Jardim Alfazema, espaço de educação Waldorf, que muito a tem inspirado no seu dia-a-dia.

*************************************************************************************************************************************************************

Marta LeitãoMarta Leitão

Almada, 1979 – Foi uma das mães fundadoras do Jardim Alfazema em Dezembro de 2016, altura em que deixa Lisboa e se fixa em Grândola, na procura de viver e oferecer ao seu filho um lugar e uma forma de vida mais simples, mais tranquila e mais próxima da natureza.

O trabalho com crianças foi-se impondo na sua vida de uma forma que não escolheu inicialmente, mas que lhe tem trazido imensa alegria e um sentido de propósito, para além da constituir um enorme desafio. Foi escuteira, animando grupos de crianças durante alguns anos, e a nível profissional trabalhou também vários anos com crianças e adolescentes em projetos comunitários, de contextos sociais mais vulneráveis, de bairros da periferia de Lisboa.

É licenciada em Política Social, interessa-se profundamente pelas questões da educação e da parentalidade e é apaixonada por diferentes formas de expressão artística, que foram marcando um percurso paralelo com a dança, o teatro, o “clown” e mais recentemente a pintura, num projecto que tomou forma depois de ser mãe em 2012, e com a formação em Arte-Terapia (4 anos) que terminou em 2018.

Atualmente mantém-se ligada ao Jardim Alfazema tendo começado em 2019 a colaborar em part-time como auxiliar de educação e desenvolve paralelamente projetos ligados à pintura e à arte-terapia.